Diabetes na estética: saiba como escolher o creme hidratante para diabéticos, como tratar acne, ressecamento da pele, melasma e fazer limpeza de pele em diabéticos de forma natural.

cosmeticos diabeticos

O Brasil é o quarto país com o maior número de diabéticos do mundo. Segundo o Ministério da Saúde, 7% dos brasileiros são afetados com diabetes, ou seja, mais de 12,5 milhões de pessoas. Existem diabéticos sendo tratados em todas as estéticas do Brasil, o que nos leva a algumas perguntas como: Que princípios ativos usar? Existem cosméticos e procedimentos mais apropriados?

A Raaz desenvolve cosméticos naturais de verdade, que podem ser utilizados no tratamento estético para pele de diabéticos e auxiliar a esteticista a oferecer um tratamento adequado para cada tipo de diabete na estética. O uso de cosméticos naturais permitem que a pele absorva os nutrientes combinados para necessidade dessa pele, cosméticos naturais possuem maior permeabilidade na pele, proporcionando total nutrição, hidratação para todos os tipos de peles, com resultado naturalmente eficaz.

Para qualquer profissional realizar procedimentos estéticos, primeiramente é preciso certificar-se de que a diabete está sendo tratada. Se sim, pode-se fazer procedimentos estéticos com o devido cuidado.

limpeza pele diabeticos

Limpeza de Pele em diabéticos

A primeira pergunta que nós fazemos é: Diabético pode fazer limpeza de pele?

A resposta é sim, com atenção. A limpeza de pele com extração deve ser feita com muita cautela em diabéticos. As principais questões envolvidas são:

● A sensibilidade da pele;

● A dificuldade de cicatrização;

● Uso de fonte de calor direcionada.

A glicemia alta pode acarretar em inflamação nos vasos sanguíneos que nutrem a pele, desta forma prejudicam a irrigação e a consequência é a redução da capacidade de cicatrização da pele, portanto, a emoliência e abertura de poros é um processo que precisa ser bem executado, deixando a pele pronta para fazer a extração de forma suave. Sempre que se observar uma pele com muita sensibilidade ou dificuldade em extrair, a extração deve ser deixada de lado. A fonte de calor como vapor de ozônio, requer maior suavidade e seu fluxo direcionado de forma mais sutil, evitando reações na pele.

logo-ativos

A primeira pergunta que nós fazemos é:

Diabético pode fazer limpeza de pele?

Princípios ativos ideias para limpeza de pele de diabéticos

O uso de princípios ativos com ação cicatrizante e anti-inflamatória são mais do que importantes no tratamento estético da pele de diabéticos. No caso da limpeza de pele, fica ainda mais evidente esta necessidade. 

Para o pré-procedimento a emoliência deve contar com óleos vegetais como óleo de coco, manteigas como a de ilipê, de cacau e de karité. E ainda, já promover um efeito antisséptico preventivo, com o óleo essencial de manjericão.

No pós procedimento, é importante utilizar os calmantes e cicatrizantes da pele, como algodão, calêndula, óleos essenciais de menta, camomila, rosa mosqueta e jasmim.

Princípios ativos ideias para limpeza de pele de diabéticos

O uso de princípios ativos com ação cicatrizante e anti-inflamatória são mais do que importantes no tratamento estético da pele de diabéticos. No caso da limpeza de pele, fica ainda mais evidente esta necessidade. 

Para o pré-procedimento a emoliência deve contar com óleos vegetais como óleo de coco, manteigas como a de ilipê, de cacau e de karité. E ainda, já promover um efeito antisséptico preventivo, com o óleo essencial de manjericão.

No pós procedimento, é importante utilizar os calmantes e cicatrizantes da pele, como algodão, calêndula, óleos essenciais de menta, camomila, rosa mosqueta e jasmim.

Acne e diabetes

A dificuldade do organismo em metabolizar o açúcar é o problema central da diabetes, tendo a acne como uma das manifestações na pele. No caso de tratamento de acne em pele de diabéticos, utilizar cosméticos com ativos calmantes e cicatrizantes se torna ainda mais importante. 

A higienização diária da pele é primordial para evitar oclusão de poros pelo sebo, poluição ou sujidades, o que levaria à mais acne. Essa higienização deve ser delicada, sem uso de ácidos ou sabonetes. Os sabonetes tendem a ressecar a pele, com efeito imediato positivo, mas que removem o manto-hidrolipídico natural, favorecendo o efeito rebote = maior produção de sebo. Uso de espumas de limpeza se tornam ideias para esse tipo condição de saúde X condição da pele. Princípios ativos higienizantes, antipoluição e regeneradores são bem-vindos, como goiaba líquida, pétalas de rosas frescas, alecrim e tamarindo, e ainda óleos essenciais cítricos como a mandarina e a laranja para auxiliar no controle da oleosidade sem desidratar. 

Por fim, a hidratação continua sendo um fator importante em acne em pele de diabéticos, já que a falta dela pode ocasionar maior produção de sebo, novamente o efeito rebote. A função de barreira da epiderme, que evita a perda transepidermal de água, não funciona corretamente no diabético, o que ocasiona a desidratação constante. Um ativo a ser destacado para esta condição é o óleo essencial de patchouli, que trata a oleosidade em peles maduras, e está presente na nossa espuma higienizadora.

Rugas e Manchas na pele de diabéticos

A diabetes intensifica os problemas inestéticos comuns da idade como manchas e rugas. Conheça dois mecanismos de envelhecimento:

● A glicação

● Redução de crescimento dos queratinócitos


O que a glicação tem a ver com a diabetes?

A glicação é o resultado entre a interação de glicose com proteínas presentes na nossa pele, como o colágeno. Falando de forma simples, glicação é um “endurecimentos” das fibras de colágeno. Com o açúcar em excesso na corrente sanguínea, a glicação é um processo mais constante no diabético. Essa glicação causa alterações em espessura, elasticidade e aumenta da fragilidade da pele.

Com a pele mais “glicada”, o colágeno não pode fazer sua função principal de estrutura da derme e epiderme, ou seja, causará mais flacidez e redução da espessura da pele, deixando-a suscetível às linhas de expressão, rugas e manchas.

glicação pele diabeticos

Melasmas na pele de diabéticos

Primeiramente é necessários identificar corretamente a origem da mancha. Os diabéticos podem apresentar um escurecimento em regiões de dobra da pele como pescoço, virilhas e axilas, conhecido como acantose nigricans. Tal escurecimento é de origem hormonal, por resistência à insulina ou não produção de insulina, e que deve reduzir com o próprio tratamento da diabetes e deve ser tratado com o médico.

O que a estética pode tratar são os melasmas. Melasmas tem diversas origens, e principalmente na glicação do colágeno, quando o melanócito produz a melanina em resposta à glicação, precisamos tratar de forma consciente e sem abusar de ácidos, já que a cicatrização não é um ponto forte dos diabéticos.

O primeiro passo é higienização de qualidade, sem agressividade, sem ácidos fortes. É necessário utilizar cosméticos anti-glicantes, regeneradores e reparadores, como calêndula, óleos essenciais de palmarosa, alecrim e o cipó vermelho - um potente anti-glicante. 

Além do tratamento profissional, o uso diário de cosméticos naturais que combinam ativos potentes e óleos essenciais adequados, é indispensável para se obter resultado em melasma.

Rugas e linhas de expressão, como tratar

Já vimos sobre a glicação e como ela afeta a pele causando melasmas e rugas. A redução do crescimento de queratinócitos, que é uma célula da nossa pele, também é um fator que contribui para a flacidez e as linhas de expressão. Tal redução reduz a espessura da pele e reduz sobremaneira a elasticidade. Ou seja, a pele ficará flácida e fina, aumentando as chances de apresentar rugas e linhas de expressão antes do tempo, deixando a pele com aparência envelhecida.

Além da própria glicação, por ser uma doença sistêmica, o diabetes afeta o organismo como um todo, aumentando a produção de radicais-livres, provocando ainda alterações circulatórias. 

O tratamento de rugas e linhas de expressão consiste em cosméticos naturais com ativos anti-glicantes, regeneradores, estimuladores da circulação, cicatrizantes e anti radicais-livres potentes. Sem utilizar esfoliantes abrasivos ou ácidos.

Cosméticos com ativos como: resveratrol, cranberry, goji berry, romã, algas vermelhas, blueberry, urucum, vitamina E, óleos essenciais diferenciados como jasmim, patchouli e palmarosa.

Diabético com pele ressecada, como tratar

Justamente por ceder água para o restante do organismo, a derme e a epiderme acabam ficando desidratadas, ressecadas. E para tratar, é preciso escolher tratamentos profissionais e cosméticos adequados.

 
pele microscopio

Como escolher creme para pele diabética

O organismo de quem tem diabetes já está prejudicado e saturado pela própria condição de saúde. Então começamos a escolha por cosméticos que não sobrecarregam a pele com matérias-primas tóxicas. Principais componentes a evitar:

● Óleo mineral: apesar de sua função oclusora ser positiva para manter a umidade da pele, o óleo mineral não tem poder de penetração e se torna problemático por produzir resultados apenas imediatos, e não em médio e longo prazo;

● Ureia em alta concentração: acima de 10%, a ureia se torna prejudicial ao diabético por ser queratolítica;

● Parabenos, corantes artificiais e essências sintéticas - para a sensível pele do diabético, estes Componentes podem trazer mais malefícios, intoxicando e saturando a pele, dificultando os resultados para essa pele mais sensibilizada;

● Cosméticos naturais, sem essências e corantes sintéticos são a melhor escolha;

● Cosméticos com ativos que agem:

▸ Contribuindo para a oxigenação da pele;

▸ Na ativação do colágeno;

▸ Anti-glicantes;

▸ Desintoxicante da pele;

▸ Ativos anti-inflamatórios e cicatrizantes;

▸ Anti radicais-livres globais;

▸ Manteigas e óleos vegetais com ação prolongada na manutenção do manto-hidrolipídico.

Princípios ativos

Conheça uma lista de princípios ativos eficazes e que não sobrecarregam a pele sensível do diabético, e ainda ativam e contribuem para melhorar a aparência e a saúde da pele. Baixe a lista aqui.

Lista de princípios ativos em protocolo de revitalização para pele de diabéticos.

Extratos de Plantas:

framboesaFramboesa
moraMorango
uvUva
ddPêssego do Mato
gTamarido
fAlgas Vermelhas
fBlueberry
fDamasco
Baunilha Planifolia
jMaçã
bFlor de Violeta
bFlor de Lavanda
bCranberry
fGoji Berry

Óleos Vegetais e Manteigas:

sÓleo de Rosa mosqueta
sÓleo de Algodão
sÓleo de Girassol
sÓleo de Avelã
sÓleo de Coco
sÓleo de Amêndoas doces
sMandeiga de Ilipê
sMonoi do Tahiti
sMandeiga de Karité

Ativos Complexos Especiais:

sCelldetox®
sFosfolipídeos
sPétalas de Rosas frescas
sGoiaba Líquida
sCipó Vermelho
sResveratrol

Óleos Essenciais:

sÓleo Essencial de Alecrim
sÓleo Essencial de Palmarosa
sÓleo Essencial de Jasmim
bÓleo Essencial de Lavanda
sÓleo Essencial de Mandarina

Tabela Pele de Diabéticos

Certo X Errado na estética

tabela estetica

*Todas as informações são para fins de pesquisa e tratamentos profissionais de estética. Sempre consulte o seu médico para saber da viabilidade, melhores práticas e tratamentos.

Preencha os dados abaixo e baixe o PDF do Protocolo para Pele de Diabéticos: