Nosso corpo é constituído com cerca de 70% de água. Ela está presente em toda as camadas do corpo, no interior e no exterior das células. A retenção de água ou líquidos refere-se a um acúmulo excessivo de fluido no sistema circulatório, tecidos corporais ou cavidades no corpo.

On níveis de água do organismo são regulados por um sistema de hormônios e sinais químicos celulares lipídicos similares a hormônios, chamados prostaglandinas. O excesso de líquido no corpo é excretado de forma rápida pelos rins, na forma de urina.

A retenção de líquido pode ocorrer devido a mudanças neste sistema regulatório ou em uma série de outros gatilhos.

Sintomas

Os sintomas ocorrerão na área da retenção líquida. Os sintomas normalmente são:
- pele descolorida;
- áreas de pele que ficam recuadas quando pressionadas com um dedo;
- dores e sensibilidade nos membros;
- rigidez nas articulações;
- ganho de peso.

Os Capilares

A retenção de líquido pode acontecer quando a pressão dentro dos vasos sanguíneos muda.
Um fluido rico em nutrientes, vitaminas e oxigênio passa continuamente de minúsculos vasos sanguíneos para os tecidos circundantes. Este fluido é conhecido como fluido intersticial.

O fluido intersticial nutre as células e, eventualmente, retorna aos capilares. A retenção de líquido pode ocorrer se a pressão dentro destes capilares mudar.

A retenção de água também pode ocorrer quando as paredes dos capilares ficarem muito frágeis. Se as paredes dos vasos estão frágeis e ocorre qualquer aumento na pressão, o excesso de líquido será liberado nos espaços entre as células.

Se muito fluido for liberado, uma quantidade maior permanecerá nos tecidos, em vez de retornar aos capilares, resultando em inchaço e retenção de água.

O sistema linfático

A linfa é um líquido orgânico originado do sangue, composto de proteínas e lipídios, que circula nos vasos linfáticos e transporta glóbulos brancos.
O sistema linfático drena esse fluido dos tecidos e o esvazia, retornando-o de volta à corrente sanguínea.

Porém, se uma quantidade superior à normalidade for liberada, o sistema linfático pode ficar sobrecarregado. Sendo assim, incapaz de devolver o fluido em eficiência, se acumulando ao redor dos tecidos.

Se o sistema linfático estiver congestionado, a taxa de retorno da linfa à corrente sanguínea fica prejudicada e pode permanecer nos tecidos, causando inchaço em várias partes do corpo, principalmente no abdômen, tornozelos, pernas e pés.

Estão envolvidos em todo ess processo:
- o coração e a pressão sanguínea;
- os rins;
- a histamina;
- níveis balanceados de proteína no sangue;
- atividade física ou a falta dela;
- medicações que resultam em retenção de líquidos;
- dieta rica em sódio.....

A Drenagem Linfática Manual (DLM)

A drenagem linfática manual influencia positivamente para redução da retenção de líquidos e por consequencia, redução de toxinas, celulite e da modelagem do corpo.

A drenagem linfática é um tipo de massagem suave e rítmica, que ajuda a acelerar rapidamente a remoção de resíduos e toxinas de um sistema linfático lento. A drenagem linfática também pode auxiliar na prevenção e na redução do inchaço após lesão ou cirurgia por exemplo, além de benéfica sobre o sistema imunológico.

Drenagem linfática manual visa aumentar a eficiência do sistema linfático e circulatório. Ao reduzir o volume de fluido retido e a pressão associada, pode reduzir o risco de circulação impedida. Isso aumenta a capacidade do sistema circulatório em remover rapidamente líquidos retidos e qualquer acúmulo de resíduos tóxicos.

Para um resultado excepcional na redução de líquidos retidos, e a drenagem linfática manual alcance o seu potencial máximo, os cosméticos utilizados tem a obrigação de potencializar os efeitos e permitir uma técnica de qualidade.

Para redução dos líquidos intersticiais, eliminando toxinas recomendamos a CLOROFILA DETOX 15 com manta térmica.

Para uma aplicação perfeita da técnica de drenagem linfática manual, com movimentos rítimicos e contidos, recomendamos o BÁLSAMO CYMBOPOGON.