efeitos da bioacumulaçao

O acúmulo de substâncias pode ocorrer em virtude da absorção de substâncias encontradas no meio ambiente ou através da alimentação do ser vivo. Quando a bioacumulação é resultado do contato com a substância no meio, dizemos que ocorreu uma bioconcentração.

Além de fazer mal ao ser humano, os componentes sintéticos também poluem o meio ambiente no momento em que são eliminados: pela água durante o banho ou até mesmo, espalhados pelo ar durante a aplicação.

Os produtos que podem conter bioacumuladores são maquiagens, desodorantes, hidratantes, loções, esmaltes, óleos e loções infantis, produtos para o cabelo, perfumes, tinta para tatuagens e até mesmo cremes de barbear. Além de cosméticos, podemos encontrar esses compostos em certos tipos de alimentos e remédios.

efeitos da bioacumulacao

PARABENOS:

Os parabenos são conservantes utilizados para proteger as formulações dos produtos da proliferação de fungos, bactérias e prolongar sua vida útil. Podem desencadear alergias, irritações e sensibilidade cutânea devido à ação antibacteriana e antifúngica, que a substância possui. Os tipos de parabenos mais comuns são o metilparabeno, o propilparabeno, o etilparabeno e o butilparabeno. O parabeno interfere no sistema endócrino de humanos e animais - ele possui uma atividade estrogênica - por conta disso ele é considerado um disruptor endócrino. Atualmente, essas substâncias vêm ganhando relevância, pois mesmo em doses pequenas podem causar malefícios à saúde, como alergias cutâneas e o envelhecimento precoce da pele e ao meio ambiente.

ÓLEO MINERAL:

Também chamado parafina líquida, petrolato líquido pesado, óleo branco ou vaselina líquida, é um produto secundário derivado do óleo cru (petróleo) obtido através do beneficiamento por aditivos. É um óleo transparente, incolor e quimicamente quase inerte. É um produto de baixo custo, produzido em grandes quantidades. Óleos minerais são utilizados como bases para outros produtos, sendo denominados como óleos base. Dentre eles, existem duas classes: os lubrificantes- Utilizados como base para óleos de motores, óleos para engrenagens, fluídos de transmissão, fluídos hidráulicos, entre outros. Eles possuem a característica de formar uma película protetora entre duas superfícies (ambas móveis ou uma fixa e outra móvel), diminuindo o atrito entre as partes; e não lubrificantes - São muito utilizados como óleos base para sprays agrícolas, tintas para impressão, óleos de pneu, cosméticos, fármacos, alimentos, etc. Os óleos minerais são muito conhecidos por suas aplicações em cosméticos, medicamentos e alimentos. Devido a essas aplicações, estamos em constante exposição a eles, e isso pode influenciar nossa saúde de forma negativa ou positiva. Optar pelo natural é sempre melhor! Os óleos vegetais possuem muitos benefícios. Para isso é preciso conhecer cada tipo e suas propriedades. Na alimentação eles podem fornecer vitaminas e ácidos graxos essenciais para a manutenção da saúde do organismo. Alguns possuem propriedades bactericidas, antissépticas e anti-inflamatórias.

FRAGRÂNCIAS SINTÉTICAS:

As fragrâncias sintéticas utilizadas em produtos cosméticos podem ter até 200 ingredientes. Não há nenhuma maneira de saber o que são os produtos químicos, uma vez que no rótulo irá simplesmente ler "fragrância" ou “parfum”. Entre os problemas provocados por estes químicos estão dores de cabeça, tontura, erupção cutânea, hiperpigmentação, tosse forte, vômitos, irritação da pele - a lista continua. As fragrâncias comerciais podem ser sintetizadas em laboratório ou podem ser derivados de petróleo. Podem conter: Parabenos, Ftalatos, Benzyl benzoate, Almíscares sintéticos, dentro outras substâncias tóxicas. mesmo aqueles produtos que encontramos no supermercado ou na farmácia que estão rotulados de “sem perfume”, possuem uma fragrância sintética especial para encobrir o cheiro químico de outros componentes. Uma alternativa 100% natural para as fragrâncias artificiais são os óleos essenciais. Estes são substâncias extraídas das plantas aromáticas, são altamente concentrados e, que além de trazerem o aroma puro e verdadeiro das plantas – considerados como a alma da planta, possuem propriedades terapêuticas que auxiliam não somente o corpo físico, mas também mental e emocional.

CORANTES SINTÉTICOS:

Usado para fazer cosméticos ficarem "bonitos", corantes sintéticos, juntamente com as tinturas de cabelo sintéticas, devem ser evitados sempre! Eles serão rotulados normalmente como FD&C ou D&C, seguidos por uma cor e um número, ou apenas CI seguido de um número. Exemplo: FD&C Vermelho No.6 / D&C Verde No.6. CI 19140. Muitas cores sintéticas podem ser cancerígenas. O uso dos corantes artificiais pela indústria pode ser explicado, por essas substâncias serem mais baratas, estáveis e mais brilhantes do que a maioria dos corantes naturais, porém deve-se ter atenção aos efeitos na saúde que podem acarretar. Nos últimos anos, foram encontrados mais riscos no consumo de corantes artificiais do que em qualquer outro aditivo. Os pigmentos sintéticos proporcionam maior cobertura, uniformidade da cor e melhor dispersão, porém as matérias-primas usadas para produzir os pigmentos sintéticos são os sais de metais como ferro, cobre, cromo, chumbo e cádmio. Por serem mais poluentes e prejudiciais à saúde, os pigmentos à base de cromo, chumbo e cádmio foram substituídos por pigmentos orgânicos. Dentre os inorgânicos, tem destaque o dióxido de titânio, o pigmento branco mais usado em vários setores da indústria. Os óxidos de ferro estão entre os pigmentos inorgânicos coloridos mais utilizados, pois possuem ampla variedade de tons e oferecem ótima resistência à luz. A indústria vem reconhecendo essa nova demanda da população por produtos menos artificiais e, por isso, cada vez mais está se voltando para o uso de corantes de origem natural – que podem ser obtidos de plantas.

SILICONES:

Silicones são polímeros sintéticos que são constituídos por uma combinação de silício e oxigênio. Tem muitas aplicações médicas, como cateteres, tubos de drenagem e próteses para pessoas que se acidentaram, o silicone é comum na composição de produtos cosméticos e em utensílios do dia a dia. Na aplicação dos cosméticos, os silicones são capazes de criar uma aparência escorregadia e brilhante, bem como uma textura condicionada devido à sua capacidade de vedar água e ar. A opção mais saudável sempre é utilizar os produtos que têm óleos vegetais em sua composição, por possuírem ativos e propriedades muito ricas e não prejudicarem a saúde e o meio ambiente.

naturalmente eficaz

Clique aqui e e saiba mais 

BIOACUMULAÇÃO NA RAAZ NÃO!